Pesquisar este blog

sábado, 25 de junho de 2011

Sylvinha Araújo: Singles & Raridades

Coletânea privilegia gravações lançadas em compactos e projetos especiais da cantora

Há exatos três anos, o Brasil foi surpreendido pela triste notícia sobre o falecimento da cantora Sylvinha Araújo, aos 56 anos, em decorrência de um câncer de mama, doença com a qual convivia desde 1996. Lembrei-me da data - coincidentemente a mesma da morte de Michael Jackson em 2009 - e achei que deveria homenageá-la com esta postagem. A ideia seria reunir as canções que não constam em nenhum LP ou CD da cantora. No entanto, as faixas disponíveis superaram a capacidade de um CD, e achei melhor separá-las em dois discos, um com singles e raridades, e outro de duetos.

Um dos destaques nesta coletânea é a faixa de abertura do disco. Jambalaya, na verdade, foi gravada no pout-pourri que a cantora fez em 1967 com Eduardo Araújo no LP de Peruzzi e sua Banda Jovem. Tomei a liberdade de editar e transformá-la numa única gravação. Acho que o resultado ficou interessante. A música seguinte “Vou botar pra quebrar” também foi extraída deste mesmo pout-pourri. Outro destaque é “Deus Noel”, inédita em disco, composta por Erasmo Carlos e Raul Monteiro, que Sylvinha Araújo gravou e disponibilizou para download em seu site.

Sylvinha foi uma das principais artistas da Jovem Guarda, ao lado de Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wanderléa, Martinha, Ronnie Von, Renato e seus Blue Caps, Golden Boys, Os Incríveis e outros, como o próprio marido, Eduardo Araújo, um dos pioneiros do rock brasileiro. Iniciou a carreira ainda adolescente, aos 15 anos, quando gravou o seu primeiro disco, o compacto simples pela Odeon com as músicas "Vou botar pra quebrar" e "Feitiço de broto", ambas de Carlos Imperial. Foi, porém, com "Minha primeira desilusão" lançada em 1968 que a cantora atingiu as primeiras colocações nas paradas de sucesso, permanecendo entre as mais vendidas por aproximadamente dois anos.

A cantora nasceu em Mariana (MG) e tinha dois filhos, Eduardo e Mônica. Além do sucesso como cantora, a artista também obteve êxito como intérprete de jingles a partir de 1978, contabilizando mais de 2 mil gravações ao longo de 20 anos. Chegou, nesse período, a participar do conjunto vocal "4 x 4", grupo criado por Edgard Gianullo, que contava ainda com Ângela Márcia e Faud Salomão, todos cantores de jingles. Além dos clássicos da música brasileira e internacional, o quarteto gravou incontáveis jingles, para campanhas como Credicard, Fermento Royal, Gelatina Royal, dentre vários outros.

Em parceria com o marido, abriu a gravadora "Number One" e lançou mais dois CDs – “Kinema” e "Suave é a Noite" – sendo que neste último comemora 35 anos de carreira, com participações especiais de Moacyr Franco, Dominguinhos, Claudya, Daniel e Zezé Di Camargo e Luciano. "Quis esse disco porque nunca perdi a esperança de voltar para os palcos e gravar uma coisa minha. Agora sou dona do meu produto, faço o que quero e estou feliz", disse Sylvinha na época, após deixar de lado a carreira no mercado publicitário. Desde 1996, a artista vinha lutando contra um câncer de mama e, mesmo enferma, continuava cantando. Antes de ser internada, no dia 04 de junho de 2008, Sylvinha estava envolvida na divulgação do DVD e do CD, gravados com o marido, em que celebra os 40 anos da Jovem Guarda. Uma cantora talentosa e afinada que, com certeza, deixou saudades. Confira a lista:

01. 1967 - Jambalaya (On the bayou)
02. 1967 - Vou botar pra quebrar
03. 1967 - Bazaar Charleston
04. 1969 - Você é de morte - com Eduardo Araújo
05. 1970 - Canto de reis - com Eduardo Araújo
06. 1995 - Splish Splash
07. 1995 - Banho de lua
08. 2005 - Datemi un martello (If had a hammer)
09. 1969 - Dudu da nenem, Nenem do dudu - com Eduardo Araújo
10. 2006 - Deus Noel (inédita)
11. 2008 - Blackbird (última gravação)
12. 1991 - Biquini de bolinha amarelinha
13. 1970 - Um tipo especial de amor (I'm Gonna Get Married) - com Eduardo Araújo
14. 1975 - Formula 1 de viver
15. 1975 - Meu problema por um sorriso
16. 1975 - Baby (Ask me)
17. 1975 - Homem contra homem
18. 1977 - Algo de novo no ar
19. 1977 - Mesmo em pensamento
20. 1977 - O irreal é você
21. 1977 - Sentindo as flores respirarem
22. 1978 - Noites vazias
23. 1978 - Mãe terra
24. 1973 - Você está aqui
25. 1973 - Baião

3 comentários:

  1. Novo link:

    http://kiwi6.com/file/07xyp0r0pm

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Novo link:

      http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/63+-+SASR,1059555240.rar(archive)

      Excluir
  2. Olha eu aqui contando as minhas " velharias ", a primeira vez que a ví na TV, foi no Programa Almoço com as Estrelas, alguém ai lembra ? rs,pois é, ela estava linda como sempre,cabelos lindos,uma voz linda demais, cantando a musica Playboy. Olha, quem não conhece,procure na Net, musica,linda demais. Parabéns ao Blog.

    ResponderExcluir