Pesquisar este blog

domingo, 14 de agosto de 2011

Ary Sanches: A granada romântica (Antologia)

Ary gravou o primeiro disco em 1966 e ganhou prêmio de cantor revelação em 1967

“A Granada Romântica”. Foi com este apelido, dado por Roberto Carlos quando o apresentava no programa Jovem Guarda, que Ary Sanches ficou conhecido no período de grande sucesso. Esta coletânea traz as duas primeiras gravações – O adeus e Eu fiz você chorar –, músicas do primeiro LP e faixas lançadas em compactos. A grande maioria é, portanto, do período que recebeu o troféu Chico Viola de cantor revelação de 1967. Conquistou muitos fãs, entre os quais o ex-presidente Juscelino Kubitschek.

Ary Sanches nasceu em 1944 no tradicional bairro da Mooca, em São Paulo. Ainda adolescente, Ary era atração em todas as festas tradicionais realizadas no seu bairro e também no Brás e no Bexiga. Aos 17 anos, depois de uma apresentação, Ary foi convidado pelo consagrado cantor Gregório Barrios - conhecido como o Rei do Bolero - a conhecer o Avenidas Danças, em São Paulo. Ali o jovem cantor se deparou com as Orquestras dos maestros Silvio Mazuca e Osmar Milani e com o talento dos cantores Cauby Peixoto, Agostinho dos Santos, Ângela Maria e Elza Soares, entre outros.

Nessa época foi contratado com o Grupo Orfeu para cantar em navios e shows internacionais. Em 1965, durante uma apresentação no Restaurante Fasano, em São Paulo, Ary conheceu Roberto Carlos, ídolo da Jovem Guarda que já despontava com grandes sucessos. A empatia entre os dois foi imediata e Roberto o convidou para participar do Jovem Guarda na Rede Record.

Todos os participantes do programa recebiam um apelido. Ary, pelo repertório romântico, ficou conhecido como A Granada Romântica. Roberto Carlos, ao apresentá-lo, tinha um gesto característico: com habilidade mímica, pegava uma granada e a arremessava com o corpo encurvado, enquanto as mãos encobriam os ouvidos. “O adeus” foi o seu grande sucesso. Por cantar hits internacionais, Ary era frequentemente convidado a participar de programas de grande audiência, no Rio e em São Paulo, tais como: Astros do Disco, Rio Hit Parade e Show do dia 7, entre outros.

Com o fim do Jovem Guarda, Ary Sanches e outros conhecidos cantores da época foram levados por Silvio Santos, ainda na Rede Globo, para o programa Os Galãs Cantam e Dançam aos Domingos – 1970 a 1973. A carreira ainda lhe reservava surpresas. Em 1974, Ary foi contratado por um grupo de empresários para atuar internacionalmente. Foram 12 anos viajando, especialmente para países da Europa, e diversas apresentações em navios. Até hoje, Ary viaja frequentemente, tem seu trabalho respeitado e seus shows fazem muito sucesso em outros países.

Em 1986 voltou a trabalhar com Silvio Santos no programa Qual é a Música. Logo depois, em 1989, Ary montou seu próprio grupo musical - a Banda 4ª Dimensão - e, com o formato Baile Show, passou a realizar diversas apresentações por todo o país. O casamento deu certo e a agenda do grupo é preenchida por apresentações em grandes eventos empresais, festas temáticas, formaturas, casamentos e shows em geral.

Confira o repertório:

01 - Granada
02 - O adeus
03 - Israel
04 - Só você
05 - É você (Eres tu)
06 - Eu fiz você chorar
07 - A estátua
08 - Ei, meu pai
09 - Tudo acabado
10 - Juro por Deus
11 - Lembranças
12 - Graças a Deus
13 - Balada número 7
14 - Vida minha
15 - Paris em agosto
16 - Tenezza (Ternura)
17 - Que será
18 - Olhos azuis
19 - Volare
20 - Legato a te

4 comentários:

  1. http://www.mediafire.com/?y21qb724s44gsvl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e ele era brasileiro mesmo, ou... espanhol?

      Excluir
  2. Novo link:

    http://kiwi6.com/file/x7nw412755

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Novo link:

      http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/103+-+ARYS,1058656715.rar(archive)

      Excluir