Pesquisar este blog

sábado, 9 de julho de 2011

The New Clevers: Antologia (1965/1971)

Coletânea traz gravações feitas pelos músicos da segunda formação da banda The Clevers

Uma das regras na internet é não redigir todas as palavras em letras maiúsculas, pois passará ao leitor a impressão de que está berrando aos seus ouvidos. Mesmo sabendo deste risco, eu não poderia deixar de assinalar em caixa alta o meu “MUITÍSSIMO OBRIGADO AO AMIGO RECRUTA”. O agradecimento é por ele ter informado no comentário da postagem anterior o link para download das músicas do LP “Os sucessos das Paradas”, de Os Incríveis, que procurei por anos a fio. Ele revela que a postagem é do amigo Wilton, da comunidade MC&JG, a quem estendo o meu sincero agradecimento e parabenizo pela capacidade de compartilhar joia tão rara. Se você não tem as músicas do disco, basta ir na parte reservada aos comentários, copiar os dois links e baixar este raríssimo LP.

Foi o que fiz. Aproveitei para organizar minha coleção de músicas da banda, separando as lançadas em singles e projetos especiais. Reparei que duas músicas – “Flamenco” e “Rita” - de um velho compacto da Copacabana que comprei num sebo nos anos 70, não estão na discografia do grupo, que iniciou a carreira como The Clevers. Sempre achei que este disco era, de fato, gravado pelos componentes originais de Os Incríveis, tanto que já as encontrei em coletâneas de fãs do grupo. Um erro perdoável, pois o instrumental de “Flamenco” (é assim mesmo que está grafado no selo do compacto de 1965) é similar ao estilo da banda original. Trata-se, na verdade, do segundo single dos The New Clevers, como eram chamados por Antonio Aguilar, um dos primeiros radialistas a apresentar programas de rock no Brasil. Foi ele quem lançou o grupo com a primeira formação, de quem era empresário, e detinha os direitos da marca The Clevers. Assim, para separar as gravações feitas entre as duas primeiras formações, decidi fazer esta postagem em nome de "The New Clevers".

Como eles surgiram? Tudo começou em 1965, após desentendimento que gerou a separação entre o radialista e os músicos da formação original. O caso foi parar na justiça, e a banda adotou outro nome, Os Incríveis, cedido pelo radialista. Este, por sua vez, procurou outras alternativas para substituir o conjunto. A solução foi promover um concurso para selecionar os novos componentes. O certame foi lançado em seu programa na Rádio Nacional de São Paulo, com apoio da Revista Melodias, famosa na época, na qual o radialista assinava uma coluna. Os escolhidos foram José Carlos, o Ringo (saxofonista), Betinho (baterista), Reno (guitarra base), Tony (contrabaixo) e Francisco Monteiro, o Francis (guitarra solo). Os garotos tocavam juntos num conjunto amador chamado Les Celibataires.

A convite de Emílio Vitale, o grupo gravou o primeiro compacto simples pela Copacabana Discos com as músicas “Sem resposta”, versão de Norberto de Freitas para o sucesso “No Replay”, dos Beatles, no lado A, e “Texas patrol”, no B. Apesar de apresentada como “The New Clevers”, a banda tinha o nome “The Clevers” grafado nos discos. A parceria entre a banda e Antonio Aguilar durou apenas um ano, mas a separação foi amigável, sem envolvimento da justiça, como no caso anterior, pois o radialista vendeu a patente do nome The Clevers para os músicos. Eles permaneceram no cast da Copacabana por dois anos e depois foram para a RGE e Epic (selo da Sony). A banda, que só lançou singles, se manteve ativa até 1971, e uma terceira formação foi lançada em 2008, mas aí é outra história. Confira o repertório:

01. 1965 - Flamenco
02. 1967 - O quadradão
03. 1965 - Sem resposta (No reply)
04. 1966 - Não quero mais te amar (Not a second time)
05. 1965 - Rita
06. 1966 - La la la
07. 1966 - Por que você não vem
08. 1969 - Brisa vem
09. 1971 - Vou seguindo
10. 1969 - Vá andar
11. 1971 - Baby come back
12. 1967 - Eu me lembro de voce (A groove kind of love)
13. 1967 - A chuva
14. 1967 - Asa branca
15. 1968 - Mr. Moon
16. 1965 - Texas patrol
17. 1968 - Sandrinha
18. 1968 - A lenda do xanadu
19. 1969 - Casatchok
20. 1968 - A tramontana

Download aqui

7 comentários:

  1. Eu e o amigo Wilton - da Comunidade MC&JG, agradecemos pelo seu comentário e em nome do RStone que é o "dono" da mesma, o convidamos a participar dela, conde você encontrará o seu amigo Djair de Fortaleza, que era o dono do extinto blog Tunel do tempo, onde voce colocou por algum tempo suas produções.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Chico, valeu por essas postagens dando essa "aula" dessas bandas brasileiras. Continue assim! abração, Tito

    ResponderExcluir
  3. Incrível, essas músicas procuro a tempos e encontrei aqui. É o melhor de raridades da Jovem Guarda. Obrigado pelo excelente blog. Valeu mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Willians

    Desculpe-me por lhe responder somente hoje. Nem sempre consigo escrever nos comentários, onde tradicionalmente costumo colocar os links para download. É por isso que em algumas postagens os links são colocados logo abaixo da relação das músicas.
    Fico feliz em saber que encontrou no blog algumas músicas que procurava. Agradeço muito pelos comentários. Fique sempre à vontade para baixar o que desejar.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Novo link:

    http://kiwi6.com/file/m9fdv18hy5

    ResponderExcluir
  6. OLÁ!
    TEM COMO VOCE ATUALIZAR O LINK DESSE DISCO?
    JOÃO

    ResponderExcluir

  7. Novo link:

    http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/77+-+TNC,1059507842.rar(archive)

    ResponderExcluir